Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contos e Descontos

Autora esporádica de contos e descontos escritos a tempo inteiro

Autora esporádica de contos e descontos escritos a tempo inteiro

Contos e Descontos

17
Dez19

Variantes

Rita Pirolita

 

 
Cá vou eu falar outra vez de aparências, como gaja que sou!
Como já dei a entender noutras escritas, não sou nenhuma bomba mas também não sou nenhum aborto de pessoa.
Tenho altura para ser modelo mas não paciência e não gosto de drogas, detesto exercício fisico com sofrimento e por obrigação, adoro mexer-me e só estou parada quando estou a dormir e mesmo assim é complicado. 
Não faço dietas, como com ameno prazer o melhor que posso, detesto que liquidifiquem tudo em batidos, gosto de ver e sentir os alimentos, sou incapaz de beber sumo de limão, só limonada com algum açúcar. Sei o que são vegetais e fruta e dispenso produtos animais, em primeiro lugar porque não gosto e em segundo porque até dá jeito não os sacrificar e explorar. 
Na comida no sexo e na amizade, não há fretes nem risos amarelos, por isso se me comparar às vedetas que se mostram ao mundo através das redes sociais, chego à conclusão que muito bem estou eu sem sacrifícios, não tenho as mamas descaídas como algumas com pouco mais de metade da minha idade, que fazem plásticas, têm PT, devoram limões e batidos, não sabem o que é comida a sério há muito tempo, não fazem mais nada senão, tirar adiposidade, ir às massagens, fazer branqueamentos dentários, viagens e dietas loucas para atrair a atenção e elogio de outros tantos como elas e no entanto parece que andam presas por fios. 
Para completar o ramalhete, têm que arranjar quem tenha paciência para as aturar e dinheiro para sustentar.
Enganam e alimentam a insegurança com elogios alheios, abusando de imagens que mostram muita carne e pouco pano.
O que posso dizer destas alminhas em etérea e eterna deambulação???
Nada, porque o Gustavo Santos é que é bom em máximas absolutas. 
Apenas deixo uma questão. 
Quantas variantes existem de prostituição?
A foto que ilustra este texto foi escolhida com base nas mamocas descaídas, de resto não conheço a rapariga de lado nenhum mas tem cara de boa moça! 
26
Nov19

A merda que somos

Rita Pirolita
 
Não vou falar de nada novo nem extraordinário. 
Vou falar do engate nas redes sociais, quais madrinhas de guerra na ânsia de casar para não ficarem para tias com a desculpa de apoiar os combatentes e receber no seu regaço, mensagens de desabafo respondidas com cartas de consolo e subentendido casamento "cá te espero se chegares vivo".
 
Existem muitos paralelismos embora o casamento já não seja tão sagrado nem desejado, as tias são giras e tesudas em fotos com muitos filtros e pouca roupa e os combatentes andam a suar na luta com as máquinas do ginásio e apresentam músculos que nem existem ou são novos como o mesentério. 

 

A esta altura já desvendei a minha simpatia melada por este circo diário de milhões de pessoas que procuram mais sexo e companhia que amor e amizade. 
Abundam as frases clichê, só para engatar com menos descaramento quem está do outro lado, afinal não se quer parecer desesperado e muito menos vulgar e pornográfico.
 
Vamos lá tentar dissecar o assunto pela perspectiva de uma simples voyeur.
 
Do Tinder toda a gente tem 10 encontros maus e 1 que dá em cama, se algum deu em amor sério e duradouro, parabéns, comam e calem.  
Os que têm Facebook de casalinho metem nojo aos solitários, os que começaram faz pouco e para parecerem modernaços informam 'In a relationship with...', as novas fazem questão de pôr no perfil que estão 'Single' e as quarentonas e reformadas que são Divorced, nunca viúvas(os) porque isso atrai muita peninha e o pessoal quer é pinar, divertir-se e não levar com o lado mau dos outros, já basta a merda de vida que se tem na realidade.
 
Todas as pessoas que põem esta informação ao 'serviço público' estão a pedi-las mas com jeitinho, que fica sempre bem.  
 
Se estas pessoas estão abertas a relações com desconhecidos, provavelmente já não existe ninguém no seu circulo de amigos e conhecidos que lhes agrade, já experimentaram tudo e nada agradou ou vice-versa, alguém lhes pegou e largou. 
Ou seja, ninguém está com ninguém porque todos somos energumenos mentirosos e vamos assim para as redes sociais vomitar a nossa bondade, candura e 'ninguém merece o meu amor'. Todos se queixam de todos. 
 
Atrás de perfis fabulados, vais encontrar desconhecidos que se queixam do mesmo, nada vai mudar, quando conheceres ao vivo e a cores a peça vais largar ou ser largado(a), assim que um pezinho mais na intimidade revelar o doentio que há em cada um de nós.
 
Todos temos um lado de merda rodeado de moscas que podem mudar de quando em vez.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub