Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contos e Descontos

Autora esporádica de contos e descontos escritos a tempo inteiro

Autora esporádica de contos e descontos escritos a tempo inteiro

Contos e Descontos

06
Ago20

Oprah Winfrey vs Harvey Weinstein.

Rita Pirolita
 
O exemplo a seguir para quem queira ser hipócrita-mor ou candidatar-se à presidência dos EUA, o que vai dar ao mesmo.
Este é o produto acabado da sociedade que luta como quem sobe audiências a custo de escândalos e estrelato, pelo fim do racismo, xenofobia, homofobia, feminismofobia e outras tantas coisas terminadas em 'ismos' e 'bias', que tolhem mais a liberdade do que a tão instalada ditadura da aceitação ou a obrigatoriedade de ser feliz à força com orgulhos infundados! 
Esta é a pessoa que reune as condições do pacote exigido, a que expõe as vitimizações certas, o produto acabado que se quer propôr à presidência dos EUA, para substituir e combater o mesmo que lá está mas na área dos negócios, que envolve tanta hipocrisia, mentira e corrupção como o mundo das figuras públicas que subiram não por mérito mas por aproveitamento e a reboque de movimentos, desde o 'Black is beautiful' ao Black Power e de combate ao assédio que presenciaram de forma cúmplice e até alimentadora. 
É isto que as massas comem sem estrebuchar, já sem saber o que gostam ou querem de menus gourmet pretensiosos, impostos e limitados, tal é o baralhanço e vazio das mentes, tão bem preparadas em cama de propaganda para serem manipuladas. 
No fundo andam todos a comer arroz com feijão bem disfarçado e não enjoam nem se queixam?
Acima de tudo lutar pela verdade das intenções postas nos actos.
Tudo o que seja feito em consciência, consentimento mútuo e noção de troca de valores, favores ou prazer, não é assédio! 
As sugestões não são assédio e podem ser sempre aceites ou não mas a maioria não assume responsabilidades, são hipócritas e respondem à fama como um cão a um pedaço de carne suculento!
Andam a matar o poder da sedução, depois queixem-se que não vos ligam nenhuma, quando o assédio for à séria e quiserem denunciar e ninguém acreditar...volvidos 20 anos!
Mais do mesmo, sempre na mesma!
 
 
22
Fev20

Tenho pena

Rita Pirolita
Tenho pena que me tenham criado para ser submissa e não tenham aceite a minha diferença, por mais pequena que fosse mesmo inserida no sistema.

Tenho pena de pais que não participaram na revolução do nosso país, mesmo que mais tarde se tenha revelado ilusória, que ficaram em casa calados porque a incerteza os assustava e o regime era certo e paternal. Ideias políticas que se amordaçavam mesmo à saída dos lábios porque o voto sendo secreto é uma boa desculpa para o silêncio de uma vida inteira que evita conflitos, perseguições e despedimentos.

Os tempos avançaram mas não mudaram, a única diferença é que agora podemos eleger de uma lista controlada os que nos roubam, as mentes continuam presas ao medo da critica, da luta, da voz alta da indignação.

A informação tem dono e como um vírus cibernético deposita alienações nas cabeças dos mais antigos, 'os trabalhos já não são para a vida e a culpa é de quem não quer trabalhar',  porque vidas anteriores foram gastas com dedicação escrava, na escola a levar vergastadas nas orelhas, no trabalho a cumprir horários e a lamber as botas ao gordo patrão, na vida a engolir sapos, a pagar impostos e contas a quem mais nos rouba e nunca fez nada pela vida a não ser enriquecer à custa da exploração do suor dos outros.

Tenho pena de quem torceu o nariz quando os retornados ocuparam facilmente cargos públicos, em vez de frontalidade justa, abusou de coscuvilhice doméstica para os acusar da novidade da droga, o tratar por 'tu' com uma falta de respeito pela parcimónia do antigo regime, a tão invejada descontração típica de locais mais quentes e onde a vida é mais gozada, regada com cerveja e comida picante.

Serve a desculpa que todos fizeram o melhor do seu pior? 

Tenho pena que as bestas abrandem o mundo!

Esta é a insustentável leveza de um universo que não se move nem muito menos levita de tão feio e pesado.

19
Fev20

Cientifico ou ideológico?

Rita Pirolita

 

Vejam e acima de tudo ouçam com atenção o que este senhor tem a dizer sobre a questão de identidade biológica, de género e outras coisas interessantes sobre o tema e sim, façam um enorme esforço como eu fiz para não se rirem, nem tanto da qualidade gramatical e dificuldade do intrevistador, em se expressar numa língua que não a língua-mãe mas acima de tudo por causa do seu sotaque de Viseu a falar inglês, que em português já é de rogar à Nossa Senhora das Pessoas que Assobiam e Criam Vendavais Quando Abrem a Boca!
À parte este pormenor, acrescento em jeito de conclusão muito resumida, o que retive desta entrevista de uma hora!
 
Deambulamos entre a inconsistência e a perdição da ditadura libertária que cada vez mais nos acorrenta.
Em vez de adultos infantis que não podem ser contrariados correndo o risco de se tornarem irascíveis e violentos, é mais fácil agradar a adultos infantilizados a quem se dá o doce ao sabor da birra, para os calar. 
É mais fácil cortar ou acrescentar em segundos, que cultivar um crescimento e educação sólidos.
 
A legislação deveria reflectir as necessidades de uma sociedade esclarecida, culta e progressista e não servir exclusivamente para facilitar a vida!
Tal como se fabricam cancros com comida-veneno, mais facilmente se despojam e condicionam mentes!
 
'Don't rush but don't dismiss it either!' 
Well said Dr. Oren Amitay, without prejudice from Canadá!

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub