Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contos e Descontos

Autora esporádica de contos e descontos escritos a tempo inteiro

Autora esporádica de contos e descontos escritos a tempo inteiro

Contos e Descontos

09
Ago20

BLOQUEADOS

Rita Pirolita
Vou novamente aqui abordar um assunto sobre o qual já estou careca de falar, careca talvez seja difícil que tenho cabeleira farta mas aqui vai. 
Bloquear pessoas nas redes sociais é uma prática que ao inicio não gostava de fazer, era como se virasse as costas a uma boa discussão com a qual poderia evoluir, comecei a descobrir que nem todas as pessoas merecem resposta ou mesmo ler aquilo que respondemos, passo a explicar. 
Comecei a ter uma atitude pouco ortodoxa e nada honesta nas minhas caixas de comentários mas como todos os que não gosto estão bloqueados provavelmente também nunca irão ler isto.
Acima de tudo comecei a treinar a minha intuição para perceber quem merecia resposta e quem seria tempo perdido a dar trela para se esganar. A maioria das pessoas andam iradas com a vida que têm ou às vezes não têm mas arranjam, não têm paciência e são umas mimadas desprovidas de ideias e opinião que se veja, aventuram-se a comentar assuntos que se mostram um pântano autêntico no qual se enxovalham e afundam pelas próprias mãos, além de que este tipo de pessoas sofre de uma grande iliteracia no sentido de saber ler mas não saber interpretar o que lê e assim não responderem em consonância.
Mesmo expressando ideias diferentes, como estava a dizer, as pessoas andam com o ódio à flor da pele, prontinho a disparar naquele comentário que fala de assuntos que estão na ordem do dia, os que estão ligados a questões de pendor sexual têm uma abordagem feminina de muita susceptibilidade ferida, de virgens ofendidas e de alguns homens enconados que nunca souberam definir sem impor, o seu lugar e acção, ou seja não sabem o que andam cá a fazer e seguem o rebanho das feministas ferozes e (in)Capazes, têm que mostrar que estão do lado delas porque se não não molham o bico!
Ora a minha prática não muito recente, é bloquear quem não quero que esteja na minha caixa de comentários, porque envergonha a discussão e traz arrogância e mau ambiente. Há uns tempos atrás ainda dava pelo menos um dia para que as pessoas pudessem ler a resposta à sua estupidez, direito que eu lhes concedia e assim teriam a oportunidade de responder, alguns metiam a viola no saco e apagavam os seus próprios comentários, outros continuavam a aumentar a saga de mostrar a sua intolerância, estupidez e burrice muitas vezes com vocabulário que não havia necessidade de estar esparralhado nas redes sociais e com calinadas brutais no 'pretuguês'. 
Portanto a minha mais recente atitude associada ao bloqueio é caracterizada pelo toca e foge, ou seja, respondo assim que posso às provocações e logo a seguir como não tenho paciência e até às vezes muita vergonha de pertencer a esta raça que ocupa o planeta, bloqueio logo a seguir, consciente de que não dou tempo nem oportunidade ao interlocutor de ler o que seja, responder ou contrapor mas ficam lá todos os comentários visíveis seja para quem for que não esteja bloqueado por mim e tenha interesse em ler e se possa rir ou concordar com mais um estúpido!
Muitas vezes fico surpreendida pelo grau de indignação provocado relativamente a muitos assuntos que são menores para mim e percebo que a maioria gosta de viver num universo paralelo para fugir à assunção da realidade pura e dura, muito menos têm a noção do que se passa à sua volta, nem mostram interesse em se elucidar e aprender!
Deixo aqui um pedido: 
Não respondam áquilo que não entendem? Eu sei que não conseguem perceber que não entendem, mas quando alguém vos chamar à atenção de estarem a responder a alhos com bugalhos, das duas três, esforcem-se por começar a deduzir melhor o que lêem, mesmo que percam o triplo do tempo de uma pessoa medianamente inteligente, parem de comentar e não partam para o insulto, esse é o sujo argumento dos idiotas e não me parece que queiram passar pela humilhação de mostrar esse vosso lado! 
Se não têm nada de jeito para mostrar e partilhar com o mundo, vegetem no vosso cantinho sem estrebuchar, porque a quem não pensa, não deve ser dado o direito de agir nem muito menos de expressar baboseiras em vez de opiniões com sumo!
Tenho tido uma vida muito mais descansada no que toca a redes sociais, não alimento parvoíce e sem nenhum tipo de arrependimento...já vi que isto funciona e bem!
07
Abr20

Ignorância, iliteracia e burrice

Rita Pirolita
A todos os que me chamam de snowflake?...Mais vale ser efémera, não somos todos na nossa existência?...Que parecer um efémero monte castanho a fumegar.
Aos que me acusam de generalizar e se insurgem querendo provar que são diferentes e únicos e fazem parte de uma minoria erudita, nada mainstream ou populista?... 
A generalização é isso mesmo, não considerar casos particulares, porque me perderia em enumerações infindáveis!
Aos que me dizem, 'deves achar que és mais esperta que os outros?...
As pessoas inseguras quando acusam o toque ou lêem algo que faz sentido (não sou dona da razão, apenas expresso opiniões que quase seguramente consigo defender) mas não querem admitir, são agressivas, não querem discutir ideias nem aprender ou partilhar.
O mais flagrante e recente episódio adveio da opinião que expressei quanto à série GoT que tantos seguidores arrasta, não me mostrando simpatizante deste género fantástico descrevi a série como um conto infantil com dragões e anões, repleto de cenas ao bom estilo PornHub, recomendável para adultos, ou seja, um estilo confuso e talvez propositadamente baralhado, que apela ao mais básico do entretenimento, o que não lhe retira de todo o direito a ser exibido, sendo apenas consumido por quem gosta.
Ninguém é obrigado a ver mas para saber se gostamos ou não convém ver pelo menos 1 ou 2 episódios, foi o que fiz quando a série foi exibida pela primeira vez em 2 mil e troca o passo.
Dentro do grupo dos que gostam uns conseguem separar o real do fantástico imaginário mas outros, alienados e viciados com semelhanças assustadoramente próximas de atitudes terroristas vingativas, apenas conseguem vomitar em atropelo gramatical ameaça e injúria a quem não partilha o mesmo gosto.
Aos que acham que ser muito radical e não fazer parte da carneirada, consiste em coisas tão simples como não ver ou nem saber que série é esta, que se deixa tratar pelas iniciais de GoT, não sei quem vos anda a enganar mas para mim é muito mais que isso, passa por ter firmeza, lucidez e flexibilidade nas ideias que se expressa e defendê-las com a consciência da responsabilidade e alcance daquilo que se escreve.
Muito mais que o desejável, existem casos de flagrante iliteracia, diferente da ignorância, em que não se sabe e até se vive feliz.
Iliteracia não é só não saber ler nem escrever, é também não saber interpretar e quando não  se compreende, responde-se com bugalhos a quem diz alhos! 
Existem ainda os tristes casos daqueles que além de não perceberem fazem finca pé de não quererem perceber, burros e teimosos que apenas querem consumir tempo precioso a gente de bem. Porcos a quem não convém dar pérolas!
A toda a carneirada vampiresca...vão chatear a carneirada remelosa a que pertencem e parem de desdenhar e cobiçar o que não têm ainda capacidade para compreender. 
Chegará o dia, nunca sem muita vontade inerente de terem o arcaboiço para acolher alguma clarividência...ou não!...
Nenhum totó se vai rever aqui, na sua própria descrição, no fundo estive a escrever para uns poucos...vale sempre a pena!
 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub