Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contos e Descontos

Autora esporádica de contos e descontos escritos a tempo inteiro

Autora esporádica de contos e descontos escritos a tempo inteiro

Contos e Descontos

25
Abr21

No dia da Revolução

Rita Pirolita
No dia da Revolução lembro-me que o meu pai queria ir comprar tabaco nem que fosse a Cacilhas que naquela altura ficava no fim do mundo. 
A minha mãe descabelava-se que "era muito perigoso", que "era uma revolução e que estaria tudo fechado em todo o lado". 
O meu pai deixou de fumar por umas horas ou talvez um dia, deixou de fumar por um mês por causa da maldita operação à vesícula e depois finalmente deixou de vez depois dos 50, agora está feito hamster atleta de passadeira de ginásio.
O meu fumar começou por curiosidade, todos começam assim já sei, mas comigo foi por ficar especada aos 7 anos a olhar para o meu pai a fumar, ele não vai de modas, “queres?” e espeta-me com o cigarro nos beiços que até embacei, ainda por cima aquilo parecia mata-ratos, SG Filtro, curto e forte, primo directo do SG Gigante, longo e forte. 
A minha mãe salvou-me do vício, com a frase, "o que estás a fazer à menina?"
19
Jul20

Desidratação

Rita Pirolita
As pessoas que pagam e bem para ir ao ginásio e nem lá põem os pés, porque é que fogem quando se lhes pede ajuda para mudar um móvel que seja lá em casa? 

Ninguém lhes vai cobrar nada e na melhor das hipóteses até se lhes oferece um copinho de água para evitar a desidratação!
26
Nov19

A merda que somos

Rita Pirolita
 
Não vou falar de nada novo nem extraordinário. 
Vou falar do engate nas redes sociais, quais madrinhas de guerra na ânsia de casar para não ficarem para tias com a desculpa de apoiar os combatentes e receber no seu regaço, mensagens de desabafo respondidas com cartas de consolo e subentendido casamento "cá te espero se chegares vivo".
 
Existem muitos paralelismos embora o casamento já não seja tão sagrado nem desejado, as tias são giras e tesudas em fotos com muitos filtros e pouca roupa e os combatentes andam a suar na luta com as máquinas do ginásio e apresentam músculos que nem existem ou são novos como o mesentério. 

 

A esta altura já desvendei a minha simpatia melada por este circo diário de milhões de pessoas que procuram mais sexo e companhia que amor e amizade. 
Abundam as frases clichê, só para engatar com menos descaramento quem está do outro lado, afinal não se quer parecer desesperado e muito menos vulgar e pornográfico.
 
Vamos lá tentar dissecar o assunto pela perspectiva de uma simples voyeur.
 
Do Tinder toda a gente tem 10 encontros maus e 1 que dá em cama, se algum deu em amor sério e duradouro, parabéns, comam e calem.  
Os que têm Facebook de casalinho metem nojo aos solitários, os que começaram faz pouco e para parecerem modernaços informam 'In a relationship with...', as novas fazem questão de pôr no perfil que estão 'Single' e as quarentonas e reformadas que são Divorced, nunca viúvas(os) porque isso atrai muita peninha e o pessoal quer é pinar, divertir-se e não levar com o lado mau dos outros, já basta a merda de vida que se tem na realidade.
 
Todas as pessoas que põem esta informação ao 'serviço público' estão a pedi-las mas com jeitinho, que fica sempre bem.  
 
Se estas pessoas estão abertas a relações com desconhecidos, provavelmente já não existe ninguém no seu circulo de amigos e conhecidos que lhes agrade, já experimentaram tudo e nada agradou ou vice-versa, alguém lhes pegou e largou. 
Ou seja, ninguém está com ninguém porque todos somos energumenos mentirosos e vamos assim para as redes sociais vomitar a nossa bondade, candura e 'ninguém merece o meu amor'. Todos se queixam de todos. 
 
Atrás de perfis fabulados, vais encontrar desconhecidos que se queixam do mesmo, nada vai mudar, quando conheceres ao vivo e a cores a peça vais largar ou ser largado(a), assim que um pezinho mais na intimidade revelar o doentio que há em cada um de nós.
 
Todos temos um lado de merda rodeado de moscas que podem mudar de quando em vez.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub