Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contos e Descontos

Autora esporádica de contos e descontos escritos a tempo inteiro

Autora esporádica de contos e descontos escritos a tempo inteiro

Contos e Descontos

29
Nov19

Primos direitos...e esquerdos?

Rita Pirolita

 

 

Os graus de parentesco sempre foram um desafio para o meu raciocínio.
Nunca cheguei a perceber a extensão familiar dos compadres alentejanos mas sei o que são camaradas.
Facilmente baralho e troco tudo.
Pais e filhos, irmãos, avôs e avós, sogras e sogros, até aqui não me baralha, genros e noras também não, embora fosse mais fácil mudar só o género em vez de dar um nome diferente, por exemplo as noras podiam ser genras, já os genros se fossem noros não soava muito bem!
 
Bisavós, trisavós e tetravós e pára por ai, nãopentavós, porquê?
 
Os primos são sempre direitos, não há esquerdos, há chegados ou afastados mas não distantes e até que grau se é primo suficientemente afastado para com total certeza não arriscar a ter filhos malucos. Porque é que nas primas mais se lhe arrima? Só para fazer rima?
As tias-avós são umas lambonas açambarcadoras, acumulam logo dois parentescos numa só pessoa.
 
Enteados, são entremeados por uma família ou outra?!
 
Cunhados e cunhadas, é sinal que já há gente a mais para dividir a herança da cara-metade! Enquanto não se chega a esse ponto, às vezes pelo caminho vai-se dividindo a cama!

Toda a gente antes de ter um parentesco tem um nome, mas sabe tão bem receber uma boa herança de um tio ou primo do Brasil que nunca vimos nem sabíamos que existia, quanto mais saber o nome!
01
Jun19

A minha sogra não é nem deixa de ser

Rita Pirolita


Se gosto da minha sogra? Não tive ainda tempo de criar laços para saber isso, mas posso agradecer-lhe todos os dias, todos os dias é demais, nos aniversários chega, ter dado à luz o Pau d'Arco.    
 
A minha sogra é sempre tratada por você e pelo nome próprio, para terceiros e em primeiro lugar, é a mãe do seu filho que por acaso casou comigo, portanto a mãe dele.

As sogras deviam ser sempre gostáveis à
partida, porque puseram no mundo a extensão por quem nos apaixonámos.
 
*** Mas quando aparece mula no curral, passam de mães a carraças raivosas que quando atacam não vacina que salve. Um esclarecimento para as sogras que mordem - as noras também são filhas e serão talvez mães dos vossos netos.
A felicidade da nossa junção não pode fazer sombra ao infeliz casamento de longa data da sogrinha.

Uma vez, uma amiga minha da linha teve uma conversa interessante com uma candidata a sogra:

- 'Olhe que tivemos sempre empregada e o meu filho não sabe fazer nada!'
Ao que a minha amiga respondeu e muito bem: 
- 'Tem graça, eu também!'

Num passado longínquo uma candidata a sogra, ameaçou-me por telefone, de morte por atropelamento, o corriqueiro 'passo-te com o carro por cima', por eu nã
o ter telefonado todos os dias a saber da evolução de uma forte gripe que ao fim de 3 dias estava curada, em casa do novo namorado taxista que vivia em Mem Martins e durou tanto como a gripe.
Olha agora, as chamadas dos telemóveis eram caras nessa altura e que eu saiba nunca se trataram gripes à distância, eu vivia na Margem Sul e tinha ficado a aturar o filho dela! 

Chamar sogrinha antes de casar ou com 6 meses de namoro apenas precipita as coisas, mais para o mal que para o bem. 

Passe pela cabeça destas mães ciosas que vocês querem ocupar o lugar da matriarca e está tudo fodido, ganham uma guerra para sempre e nunca vencem a batalha, o mais que pode acontecer é deixarem de falar e ela não ir ao vosso casamento, ou seja, o ódio por vocês é maior que o amor pelo próprio filho.

Na maioria dos casos temos idade para sermos vossas filhas, porque nos tratam como netas
Em vez de partilhar a vossa sabedoria e experiência gostam de impor regras e horários, se calhar não aprenderam muito do que a vida tinha para vos ensinar e o que não puderam fazer com os maridos tentam fazer com os próprios filhos e respectivas noras, MANDAR, CONTROLAR e MANIPULAR!

Os genros sã
o sempre adorados pelas sogras ou pelo menos gozam de boa aceitação junto delas. 
É um descanso ter uma pila por perto para aturar a patareca saltitona da filha...e acalmar os nervos da mãe!***

(***) Discurso baseado em histórias minhas e de conhecidas, passadas e verídicas e nã
o na minha experiência única e mais recente de ter uma sogra à distância. 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub