Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contos e Descontos

Autora esporádica de contos e descontos escritos a tempo inteiro

Autora esporádica de contos e descontos escritos a tempo inteiro

Contos e Descontos

09
Ago20

Lésbicas camionistas

Rita Pirolita
 

 
Digo-vos uma coisa, não gosto de ver lésbicas com ar de camionista e as bichas loucas não me impressionam, não é preciso andarem com um néon na testa...que só daria muito jeito para não se aproximarem de ti quando estivesses com o período ou de mau humor. 
Se todos dizem que gostam de ser descobertos, não é preciso andar com o manual de instruções estampado nas costas. 
Quanto à fidelidade é simples, passo a explicar as hipóteses: 
Ambos são fiéis e monogâmicos, amam-se muito e vivem felizes para sempre um conto de fadas; ambos são infiéis e sabem/consentem e até vai de orgias e swing para lá e para cá; um ou os dois enganam ás escondidas e ninguém descobre até um dia...; um ou os dois enganam e são descobertos ou vivem em famílias poligâmicas.
As gajas são melhores a esconder a infidelidade e porquê? Porque não são gabarolas como alguns homens. 
Fazem pela calada e andam na boa.
Pensem sempre que o que vocês fazem os outros também podem e sabem fazer e alguns são melhores, muito melhores que outros.
Se querem brincar façam-no com fé e muito amor fugaz ou não, só não fiquem encalhados no primeiro amor. 
O grande amor não é o primeiro, é aquele que cura o primeiro.
Na vida só temos um amor de caixão à cova e quase sempre coincide com o início da vida sexual. 
À medida que vamos envelhecendo queremos sopas e descanso, alguém que não nos chateie muito, faça companhia e seja muito amigão...como os cães.
07
Ago20

25 anos, 25 de prisão

Rita Pirolita

 


Vou falar de um homicídio que já fez algum tempo mas sobre o qual ainda se fazem piadas. 
A morte sofrida de Carlos Castro.

Havia os que lhe lambiam as botas outros o cu também, mostravam falsamente que o admiravam imenso e havia os que não fazendo depender a sua fama das criticas viperinas, desprezavam a postura arrogante.
O próprio usava e abusava do poder que tinha na ponta da língua, para destruir ou pôr nos píncaros quem lhe apetecesse, ao sabor do seu estado de humor e capacidade salivar da lambidela dos visados.Não sei o que iria na cabeça de um gay de 65 encantado por um Adónis de 25?
Se andou a cobrar favores sexuais ao jovem em troca de fama e dinheiro não era amor verdadeiro, então da parte do rapazola não seria de certeza.
Parece-me que caminharam ambos para uma rua sem saída, um deles levava um saca rolhas na mão à espera de abrir um bom vinho para festejar a ocasião, o outro não queria perder a volúpia de um corpo jovem ao seu lado.
O jovem percebeu tarde demais que a fama tem um preço tão alto que destrói e exorciza o pior que há em nós.
Não estive lá mas de uma coisa tenho quase a certeza, o Carlos Castro não morreu por amor e o Renato Seabra não o mataria por ciúme.
04
Ago20

Nunca se sabe como acaba

Rita Pirolita
 
Sais só para ir tomar café com os amigos e regressar cedo para a caminha que o dia seguinte é de trabalho, quando dás conta estás numa espécie de armazém dos bombeiros, algures na Margem Sul e 4a é noite de strip.
Era a minha primeira vez naquele barracão, juro, não sabia de nada até se começarem a despir e ainda bem que fiquei até fechar!
Dás de caras com pessoas que não vês algum tempo e nem queres imaginar que estão sempre lá caídas em noites de programa escaldante, mas gostarias de certeza que não te vissem ali nunca. Bebes umas vodkas, o constrangimento passa e começa o strip 
Os machos vocalizam pouco e olham muito, mas não despir com os olhos que a menina é paga para fazer isso sozinha, sim senhor, calmeirona, mexe que nem cobra e eles babam que nem cães, chama para a sua dança libidinosa um primo afastado de anão que desaparece do mapa quando ela fecha as pernas em redor do seu pescoço. Eu sabia que faziam isto com bolas de pingue-pongue mas com um gajo inteiro mesmo baixote, na Margem Sul.
Termina a actuação e para alivio meu vejo que o nordestino sobreviveu às grossas pernas da brazuca, aquilo foi ilusão de óptica.
Mais uma invasão do dance floor e o pessoal pensa que o climax da noite foi, nem pensar, de repente a música muda e estas noites mostram-se muito democráticas
Entra um pedaço que mais parece que fugiu da exposição do corpo humano, vê-se cada tendão, foi ali bem azeitado fazer uma perninha para aquecer os músculos.
Passei o tempo todo por trás de uma amiga minha a esbracejar vigorosamente ao Adónis para que a escolhesse para a sua performance, que o amigo que foi connosco era gay e eu não sabia se o bailarino era veado, melhor não arriscar que se podiam entusiasmar
Ao menos a minha amiga tinha corpo que se visse, não corria o risco de desaparecer debaixo de um sovaco.
Encheu as mãos de carne bombada, tirou as medidas à tanga e veio-se sentar a acabar o gin. Eu não fui porque sou muito alta e ia tirar protagonismo ao brasileirão
Para acabar em grande o casal de stripers faz a sua última aparição da noite, a poposuda tira tudo, nem marcas de biquíni mas ele não, estaria com vergonha ou não teria feito a depilação naquele dia? Já sei, os homens nem sempre desnudam as pendurezas neste tipo de mostra. 
A verdade é que andamos um mês a rir à pala daquela inusitada noite!

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub