Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contos e Descontos

Autora esporádica de contos e descontos escritos a tempo inteiro

Autora esporádica de contos e descontos escritos a tempo inteiro

Contos e Descontos

05
Ago20

Férias de sonho

Rita Pirolita


Vou falar do tuga veraneante e outros viajantes.Começo por gritar bem alto, AEROPORTO PARA ALCOCHETE, para não ter que atravessar a ponte sempre que quero ir para o estrangeiro ou ilhas. 

Comecemos as férias!

Passada uma hora de sol os alemães viram flamingos de pele inflamada, falam aquela língua de cão e cospem-se uns aos outros, não me aproximo nem falo alemão. 
Os ingleses adquirem a mesma cor de lichia madurinha e ao falar enrolam a língua como se tivessem a sofrer uma trombose, também não sou enfermeira nem veterinária e não falo inglês técnico de emergências.

Os franceses é raro vê-los, não sei onde se metem em altura de férias, também ninguém quer saber. Eu falo francês mas eles não podem saber.

Os espanhóis juntam-se aos portugueses, mesmo que visitem Cuba quinhentas vezes cada 'mojito' é uma novidade digna de experiência.

Também vou para fora cá dentro e sempre de barraca armada.

Todos os parques de campismo estão cheios de beatas, amigos, não custa nada pôr no lixo, os filtros demoram colhões de tempo a desaparecer na natureza.
Com espaço de sobra há sempre um casal de enconados que monta a tenda em cima da tua, têm medo de quê?

Os únicos ursos nas redondezas são eles!  
Arriscam-se a ouvir o que não querem à noite. 
Numa praia deserta põem sempre a toalha perto demais. 
Eu sei que as pessoas sentem-se atraídas pela minha beleza mas por favor, menos...e não dou autógrafos! 

14
Out19

Bidés

Rita Pirolita
 
Nunca percebi a existência de bidés nas nossas casas quando isto foi uma invenção dos franceses, terão sido as primeiras gerações de emigrantes que trouxeram a moda na primeira vez que vieram passar férias a Portugal?...

Não sei, mas esta peça sanitária apenas ocupa espaço em casas de banho modestas e de parcas áreas que vê-se mesmo nunca foram desenhadas para andar a bailar lá dentro. O bidé serve para quê? Para lavar as miudezas baixas, os pés, para pôr de molho as meias e cuecas, para pôr os chinelos de praia para mais tarde lavar na banheira enquanto se toma banho?

Nunca abriria as pernas para lavar a patareca num sítio onde estiveram de molho peças de roupa que cheiram mal ou chinelos de praia cheios de areia, que pisam tudo e mais alguma coisa, para não falar de uma paleta de cores de décadas anteriores que sobreviveram até aos nossos dias, raros exemplares em verde musgo, grená, passando pelo rosa velho ou mesmo castanho.
Será que uma pessoa se sente lavada quando o faz às prestações? Não será como ir ao cabeleireiro para lavar, cortar e secar, chegar a casa, ter que tomar banho com uma touca na cabeça, para não ir por água abaixo o trabalho que pagamos há meia hora atrás, porque já não aguentamos os cabelos que picam nos mamilos e umbigo?

O que tenho a dizer é que o bidé foi inventado num país onde as pessoas não são conhecidas por esmerada e diária higiene corporal, pelo contrário, alturas houve em que não se lavavam desde o nascer até ao morrer, ainda hoje me parece que não é fama. 
Eu tive uma tia que emigrou para França muito nova, depois da época de Napoleão, e desde aí nunca mais tomou banho, apenas se limpava com algodão embebido em água de rosas, dizia ela para não gastar a pele, de facto manteve uma pele bonita e jovial até idade avançada

Já viram o que a existência de um bidé faz, faz-nos desprezar e pôr em segundo plano a banheira ou poliban, ganhamos assim uma pele luminosa e macia até ao fim da vida sem precisar de gastar dinheiro em peelings ou esfoliações!  

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub