Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contos e Descontos

Autora esporádica de contos e descontos escritos a tempo inteiro

Autora esporádica de contos e descontos escritos a tempo inteiro

Contos e Descontos

13
Jul20

Amanhã há mais

Rita Pirolita
Mais uma vez na praia...
Os dias passam em calma e entre sonecas na sombra fresca e passeios à beira mar, a molhar o pé com dor de tornozelo do gelo da água mas ombros a escaldar de um sol que se vai tornando baixo e doentio.
Casas de pescadores não tão pobres como antigamente mas sempre em protesto a puxar à chinela e faca na liga, cheira a peixe podre, a lixo ainda mais podre, moscas moles, cães poeirentos, rafeiros, velhos ternorentos ou rufias temerosos que espantam do território lulus de meia tigela à trela, sem a mínima autonomia de se defenderem, se não fossem os donos, a dentada já fervia!  
Vou reparando na fauna que pontilha o areal com as dunas e arriba em pano de fundo. 
Tios a fumar charuto com a sua extremosa gaja de falsas madeixas loiras, cabelo queimado do secador e do sol, pele bem passada, com bikini de cores fluorescentes de surfista reformada.
Homens de tanga, pensei que já não existissem de todo, embora em extinção mas ainda se vêem.
Pescadores que deixam peixe-porco na areia com anzol, surfistas a mostrar o rabo de lula na mudança do fato, caravanistas que trazem e deixam lixo para trás, o mais giro que trazem e levam com eles são os cães.
Gente ao sol das 11 às 16, hora do cancro em grande estilo estrela do mar, fica muito mal esta posição só deve acontecer no recato do lar, se tanto na piscina ou varanda e nunca em frente a menores, mais que isso é...estrela ressequida fora de água.
Baleias encalhadas, coxas presunteiras, gente super fit e insuflada, maratonistas de Verão, ciclistas alucinados, cães com raros donos apanhadores de merda.
Ritas fumadeiras aos pares, estendidas na toalha a fazer topless ou a dar gritinhos no mar, que a água até arrepia os cabelos do estômago, de mama descaída e refegos nas costas ao nível dos rins...se alguém olhar, que se lixe, elas já têm o 25 de Abril no sangue faz muito tempo, além de que agora está na moda, todos se assumirem seguros do seu físico, nem que seja só uma atitude porque não há outra saída.
Gajos sozinhos que se deitam ao lado de gajas sozinhas, a uma distância segura que não passe despercebido mas denote algum respeito pela privacidade mas acima de tudo a uma distância que não deixe escapar a oportunidade de lançar uns olhares em tentativa de abordagem... 
Gente que abanca o dia todo com putos, 50 chapéus de sol, marmitas, geleiras, barraquice que dê até antes do sol-pôr, depois é meter a pequenada na banheira, vai tudo a banhos de água doce antes do jantar e antes de alguém dizer 3 vezes arroz, já os petizes estão com a pálpebra pesada, moídos que baste para aturar o João Pestana. 
Outros ainda põem o pé na areia como quem é alérgico e tem prurido da ralé, só estão de passagem que aquela não é a sua praia, só vão para molhar o pézito de toalha debaixo do braço e chaves do carro enfiada no dedo mindinho, a balançar o reluzente porta chaves Mercedes ou Audi!
Quando o calor aperta vou para casa e vi isto tudo em duas horas pela fresca, entre passeios, um olho aberto e outro fechado de lanzeira que me atinge sempre na leitura de apenas duas páginas do livro da praia que já ando à um mês para terminar, lendo a mesma linha repetidas vezes de olhos trocados com molenguice...
Amanhã há mais se o tempo deixar e eu quiser!   
23
Set19

Lista de compras

Rita Pirolita
 
Comprar farrapinhos? Só mesmo quando preciso, transpiro que nem uma mula nos vestiários, seja Verão ou Inverno. 
 
Eu sou um bocado mete-nojo com listas de compras!

Vou fazendo a lista, às vezes a meio da semana passo a limpo porque nem eu percebo os gatafunhos que escrevi e se não faço o trabalho de casa, na confusão do hiper não vou decifrar nada de certeza
Já me conheço, assim que ponho um na superfície comercial apetece-me logo fugir dali para fora, mas lá tem que ser... 

Mesmo com as pressas uma coisa posso afirmar, nunca troquei courgetes por pepinos, tomates por dióspiros e bananas maduras e moles nem olhar ou tocar. 
Já sei que Lisboa tem umas mercearias todas pipi.
A câmara deu dinheiro a umas tiazorras voadoras para abrir botecos na baixa. 
Uma lata de atum custa quase tanto como uma lata de caviar rasca, eu percebo, as embalagens têm uma qualidade 'gourmet superior' o que me leva a deduzir que quem compra nem abre as latas de atum normalíssimo ou bacalhau de escabeche, porque têm estampados de Almada Negreiros ou Paula Rêgo. 
Também podem aproveitar as latas para fazer candelabros, fica 'supé chique' e fazem concorrência à Joana Vasconcelos!

Os hipermercados  não têm aquela fauna de fim-de-semana, casais de fato de treino, ele de sapato de verniz e ela com salto de agulha. Voltem! Perdeu a piada ir às compras. 

Lidl e Aldi. 
Aquelas prateleiras estão organizadas de uma forma negligé, só para nos alienar.
50 variedades de tostas crocantes, mesmo ao lado de 30 patés de todo o mundo...Não se faz!
 
Termino as compras e vou para casa com a sensação de que fui à guerra e venci o inimigo.
Toda a minha alegria cai por terra quando dou conta que não comprei os coentros que estavam na lista, caramba, como é que eu não vi?...Isto não é esquecimento é falta de vista.


Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub