Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contos e Descontos

Autora esporádica de contos e descontos escritos a tempo inteiro

Autora esporádica de contos e descontos escritos a tempo inteiro

Contos e Descontos

01
Fev20

A longevidade dos velhos

Rita Pirolita
A longevidade dos massacrados impressiona-me mas faz sentido, se resistiram ao sofrimento a ponto de sobreviverem é porque estavam destinados a ser mais fortes ou aí se tornaram mais resistentes para chegar muitas vezes perto ou mesmo ultrapassar os 100 anos. Como sobrevivem as mães de filhos mortos em atentados? Não deitam por todos os poros que têm no corpo, uma raiva e revolta que cala os gritos por impotência de contrariar a maré e trazer de volta os filhos mártires???
Pessoas com 90 anos, deixaram de fumar há 2 porque a reforma já não dava para o vício e vê-se que ainda estão ali para as curvas!...
Dizem que se não tivermos muitas flutuações na nossa vida, de local, de alimentação e talvez quem sabe de preocupações e com uma grande ajuda genética podemos viver para lá dos 100. 
Pessoas que rezam e têm muita , não têm rugas e parece que andam tanto tempo que até elas próprias pedem para ir embora porque acham que estão a roubar tempo de vida a outros e não é justo uns viverem até tão tarde e outros morrerem tão cedo.
Aqueles que se queixam de todas as doenças, nunca mais morrem e dão cabo da cabeça a quem os acompanha dia sim dia nãàs urgências do hospital. 
Os velhos velhacos por menos que durem parece que andam a atazanar meio mundo faz uma eternidade.
Já que Deus não existe para fazer justiça, gosto de acreditar que a bondade e o sorriso ajudam na longevidade e que os maus passam rápido por este mundo...mas na realidade os maus duram demais e os bons gozam sempre vida curta.
18
Out19

A minha vida dava uma novela

Rita Pirolita
 
 
Já repararam de certeza, que nas novelas os protagonistas pertencem sempre a famílias ricas e os pobres não existem, são sempre remediados. 
 
Não tinha jeito nenhum contar a história de um sem abrigo que nem um tecto tem para dar uma rapidinha com a amante e está desempregado, por isso não bebe o suminho da manhã a correr, porque está atrasado para o trabalho ou quando acorda não tem à sua espera uma mesa fabulosa, cheia de bolos de todas as qualidades e fruta tropical mas só bebe um café porque tem que manter a linha. 
Os sem abrigo adoravam não estar sempre a fazer dieta!
Elas, se partem uma unha de gel ficam logo exauridas em estado de choque e precisam de um rico bonzão que lhes dê boleia até casa num descapotável! 
É assim que as remediadas se livram de andar com o desdentado perneta lá do bairro e sobem na vida!
A gorda faz o papel de empregada gorda que às vezes sai da casca e até vira mulherão. 
A empregada boazuda, quando começa a novela já leva de avanço uns bons amassos do patrão. 
A mulher do patrão sabe mas faz de conta que não vê e anda enrolada com o motorista, contratado para matar o marido.
O jardineiro e a cozinheira acabam juntos e deixam os ricos na penúria! 
É muito raro mas às vezes os ricos têm o azar de não ter onde cair mortos...nas novelas!
 
Apesar dos pequenos-almoços faustosos, que na vida real ninguém faz, porque ao fim de uma semana estariam com 200 kilos, muitas outras situações são inspiradas na vidinha, a ver:
 
Falam que se desunham de coisas fúteis. 
Está bem que toda a minha gente acorda maquilhada mas não se vê ninguém a pôr um preservativo quando dá uma queca e nos intervalos do emprego 'faz de conta', fazem uns takes.

Mas isto não é só glamour!
Os ricos consomem coca, os remediados só fumam erva porque não têm dinheiro para clínicas de desintoxicação.
Se experimentarem heroína apanham logo SIDA, mesmo se fizerem uma 'chinesa'.
Vida de pobre é azarenta e uma desgraça nunca vem só!
As novelas brasileiras foram pioneiras em Portugal. 
As nossas donas de casa soltaram a franga e os maridos passaram a ter muitas dores de cabeça e às vezes a sentir um certo peso.
 
O Roque Santeiro veio mostrar aos crentes mais fervorosos que Deus e os santos são aquilo que fazemos deles e só com verdadeira se realizam os sonhos.
 
Os tugas não perceberam nada! Continuam a ir a Fátima!

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub