Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contos e Descontos

Autora esporádica de contos e descontos escritos a tempo inteiro

Autora esporádica de contos e descontos escritos a tempo inteiro

Contos e Descontos

27
Dez20

Desejos para 2021

Rita Pirolita
Resoluções, desejos, promessas ou planos para o ano que entra... 
Todos os anos se repete a mesma treta para os que ainda por cá andam. 
Fazemos promessas que sabemos não vamos fazer esforço nenhum para cumprir, são apenas epifanias de desejos tão profundos que são quase impossíveis de realizar, a não ser com uma grande dose de vontade. 
Não seria então melhor resumir tudo a um plano, força de vontade? 
Não sermos amorfos preguiçosos que se deixam arrastar pela escravidão do trabalho, pelos amigos peganhentos, por pessoas que nos cumprimentam com mão de alforreca e lambuzam a bochecha com saliva, que nos avisam para nos intimidar, que nos tiram o sol do entusiasmo, a euforia da paixão, a alegria da solidão... 
Não será melhor prometer que vamos ficar distantes de tóxicos e negativos ares, de gente que nunca cumpre resoluções de cada ano da sua vida que passa e recomeça?... 
Pensando melhor, não seria mais saudável fazer destes momentos anuais, momentos diários de séria descontração com felicidade que não perdoe adiamento nem esquecimento?...
Não seria melhor deixar de acreditar num gajo vestido de Coca-Cola que nos traz prendas de graça, em cuecas azuis, passas comidas em equilíbrio no pé direito em cima de uma cadeira com uma nota na mão, a garrafa de champanhe na outra e não sobrarem mãos para abrir a garrafa, quanto mais coçar um olho... 
Não fazer da paz e bondade, voluntárias à força na nossa vida, deixar de repetir que não nos arrependemos de nada, só para não morrermos de vergonha ao assumir a tanta merda que fizemos e vamos voltar a repetir, para nunca assumirmos nada e ocupar o vazio com queixas, a sacudir a responsabilidade. Malvado destino que cai do céu para castigo e nunca resultado das nossas acções e decisões!
É mais fácil a lamúria dos remediados que o silêncio dos pobres.
Bom 2021 para quem lhe sobreviver, para quem morrer, pelo menos que tenha contribuído para um mundo melhor, quanto mais não seja com o seu desaparecimento da face da terra!
Só mais um pedido, por favor não vão à cona às primas na noite de passagem de ano, já temos muita gente maluca no mundo a dizer - 'Se 2021 não for melhor, pelo menos que seja igual e nunca pior que 2020'! Yada, yada, yada...

17
Jul20

Vida que baste

Rita Pirolita
Raras vezes me fogem as palavras ou o ânimo se esvai, as ideias ficam por um qualquer recanto ou o sentido do que faço se perde entre pensamentos e a acção pára nas mãos.

Por um segundo a vida pode ser assim mas em quase todos os outros momentos não o é, para desassossego meu, inquietação que não me larga, responsabilidade que tanto se agarra ao destino tentado. 

Sofro de sono em alerta, de tormenta que me pode ferir o equilíbrio, matar a paz em mim antes de ser sem saber o que é ser. 

Não quero tempo de sobra, quero vida que baste.

 

 
27
Jun19

Pai que estais no céu...

Rita Pirolita

A humanidade recusa-se a crescer espiritualmente, daí a necessidade de imaginar um deus protector no seu castigo, que nos arrasta para sacrifícios dolorosos e mutiladores para atingir o perdão e a felicidade.

Um deus que pede sacrifício em troca de bem estar, é um ser dantesco que vive do medo e alienação dos seus seguidores. 
A libertação vem de dentro para fora, não é mensurável em tempo ou espaço fisico, por isso a minha liberdade não acaba quando começa a do outro, é uma liberdade partilhada sem domínios de propriedade. 
Na nossa dimensão limitada de seres humanos não temos capacidade para imaginar um Deus que nos liberte, apenas queremos estar presos no conforto de pouco decidir. 
Se pararmos de criar Deus, ficaremos abandonados à nossa pequenez e frágil condição no Universo.
Se Deus existisse tinha morrido muito, de tanto rir da figura que fazemos. 
Nunca vamos querer estar por nossa conta e destino, por isso acreditamos num pai redentor e confortável que perdoa e nos demite de responsabilidades.
Deus é o que se pode arranjar nas nossas limitações e finitude, somos os cruéis predadores que atacam a sua própria espécie sem proveito nem piedade, para lá do propósito da sobrevivência pura e dura, sinal de um atraso evolutivo profundo. 

Um dia seremos diferentes, quando existirmos noutra dimensão, libertos de informação genética contaminada.

30
Abr19

Olhar de esguelha

Rita Pirolita
 
Não gosto daquele olhar de soslaio lançado pela senhora da caixa do supermercado, quando me pede 1 euro para a associação das mulheres sardentas, das crianças ranhosas, dos cães com sete patas, dos cegos e pernetas, dos cabeçudos e orelhudos...e eu respondo com um 'não' simpático, timidamente baixinho, como se tivesse vergonha de assumir o destino a dar ao meu próprio dinheiro, vergonha de ser assaltada e sentir-me coagida a explicar porque é que não contribuo com determinada quantia seja qual for a causa, que não duvido seja boa mas tenho a certeza que o dinheiro não vai para quem mais precisa e sim para um off-shore de um rico qualquer, que precisa tanto de dinheiro como eu de sarna para me coçar. 
Aquela sobrancelha levantada de desaprovação e julgamento, com uma piscadela de águia para quem está atrás de mim na fila, não me intimida, só mostra sim que a senhorita não sabe de certeza destes pormenores de desvio de donativos e eu é que passo por cabra insensível?! 
Esta gente do olhar de esguelha recebe um ordenado de miséria, quando dou conta já ouço o bip-bip das compras a passarem no leitor de barras e não preciso de gastar saliva a dar explicações, pago e encho os bolsos a mais um milionário.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub