Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contos e Descontos

Autora esporádica de contos e descontos escritos a tempo inteiro

Autora esporádica de contos e descontos escritos a tempo inteiro

Contos e Descontos

19
Jul20

Julgamentos de pedestal

Rita Pirolita
Não é achando a nossa visão a supremacia da lucidez que nos dá o direito de julgar todos como burros e torpes, mais talvez como alienados muitos e uns poucos lúcidos com ideias diferentes! 

Por mais fortes que as palavras sejam o conhecimento e clarividência só chegam a quem está preparado e aberto a tal e existem tantas formas altruístas e reais de pensar sobre as mesmas coisas, estejamos nós dispostos a tal! 

Cuidado com julgamentos de pedestal! 

O humor e sarcasmo não têm limites mas nem todos choram a rir do mesmo!
07
Abr20

Ignorância, iliteracia e burrice

Rita Pirolita
A todos os que me chamam de snowflake?...Mais vale ser efémera, não somos todos na nossa existência?...Que parecer um efémero monte castanho a fumegar.
Aos que me acusam de generalizar e se insurgem querendo provar que são diferentes e únicos e fazem parte de uma minoria erudita, nada mainstream ou populista?... 
A generalização é isso mesmo, não considerar casos particulares, porque me perderia em enumerações infindáveis!
Aos que me dizem, 'deves achar que és mais esperta que os outros?...
As pessoas inseguras quando acusam o toque ou lêem algo que faz sentido (não sou dona da razão, apenas expresso opiniões que quase seguramente consigo defender) mas não querem admitir, são agressivas, não querem discutir ideias nem aprender ou partilhar.
O mais flagrante e recente episódio adveio da opinião que expressei quanto à série GoT que tantos seguidores arrasta, não me mostrando simpatizante deste género fantástico descrevi a série como um conto infantil com dragões e anões, repleto de cenas ao bom estilo PornHub, recomendável para adultos, ou seja, um estilo confuso e talvez propositadamente baralhado, que apela ao mais básico do entretenimento, o que não lhe retira de todo o direito a ser exibido, sendo apenas consumido por quem gosta.
Ninguém é obrigado a ver mas para saber se gostamos ou não convém ver pelo menos 1 ou 2 episódios, foi o que fiz quando a série foi exibida pela primeira vez em 2 mil e troca o passo.
Dentro do grupo dos que gostam uns conseguem separar o real do fantástico imaginário mas outros, alienados e viciados com semelhanças assustadoramente próximas de atitudes terroristas vingativas, apenas conseguem vomitar em atropelo gramatical ameaça e injúria a quem não partilha o mesmo gosto.
Aos que acham que ser muito radical e não fazer parte da carneirada, consiste em coisas tão simples como não ver ou nem saber que série é esta, que se deixa tratar pelas iniciais de GoT, não sei quem vos anda a enganar mas para mim é muito mais que isso, passa por ter firmeza, lucidez e flexibilidade nas ideias que se expressa e defendê-las com a consciência da responsabilidade e alcance daquilo que se escreve.
Muito mais que o desejável, existem casos de flagrante iliteracia, diferente da ignorância, em que não se sabe e até se vive feliz.
Iliteracia não é só não saber ler nem escrever, é também não saber interpretar e quando não  se compreende, responde-se com bugalhos a quem diz alhos! 
Existem ainda os tristes casos daqueles que além de não perceberem fazem finca pé de não quererem perceber, burros e teimosos que apenas querem consumir tempo precioso a gente de bem. Porcos a quem não convém dar pérolas!
A toda a carneirada vampiresca...vão chatear a carneirada remelosa a que pertencem e parem de desdenhar e cobiçar o que não têm ainda capacidade para compreender. 
Chegará o dia, nunca sem muita vontade inerente de terem o arcaboiço para acolher alguma clarividência...ou não!...
Nenhum totó se vai rever aqui, na sua própria descrição, no fundo estive a escrever para uns poucos...vale sempre a pena!
 
05
Dez19

Tudo e nada

Rita Pirolita
Não me sinto daqui nem dali, nada me traz tais recordações, a ponto de me agarrar ou fazer reconhecer um sítio como meu de entranhas. 
Esta leveza faltosa de séria coisa, afasta a depressão, deixa-me numa dormência de sentir, por aquilo que não merece mais que isso, a indiferente profundidade do passado, que pouco deixa, magoa mais que ensina, atira-me para o futuro expectante de mais e melhor.
Irei desta terra sem ilusões, apenas a satisfação da árida e acutilante lucidez endoidada do pragmatismo simples. 
Que me enganem os alienados, desenganem-se antes os iludidos e resguardem a clarividência de quem não quer ver por querer.
Se me quero assim, a pertencer a tudo e nada, não vou entre vós de maioria.
Sem conquistar seguidores preservo a minha solidão, não desgasto palavras nem desperdiço ideias.   
29
Nov19

Agitação

Rita Pirolita



Cursos e retiros de meditação são oferecidos por todo o lado a toda a hora, com promessas de relaxamento e clarividência como único caminho para a felicidade

Sem dúvida que a aceitação é a chave para a fluidez, por isso não vou contra a minha natureza agitada, o relaxamento com hora marcada irrita-me. 
Tenho tempo de relaxar quando for dormir e de fechar os olhos quando morrer.  

Quando impões a ti próprio regras extremas, é sinal que precisas de domar grandes desvios. O que é bom manifesta-se naturalmente. 

Quem opta por fazer ioga a horas milimetricamente certas e comer tigelas de quinoa todo o santo dia, só se passa a dar com pessoas que comem quinoa, que falam de ioga e que andam em processos de limpeza da alma, do intestino e de ideias. 
É verdade que também somos aquilo que comemos e se comermos quinoa a toda a hora, só pensamos e falamos em quinoa, umas vezes de forma mais soltinha outras com um discurso mais glutinoso, peganhento, tacanho e reducionista. 

Quem se limita e espartilha, cada vez se fecha mais e aceita menos a diversidade, andando embuido de uma atitude deificada que lhe confere a confiança e sensação de ser o único dono da verdade, todos os outros à face da terra são meros seres menores, que estão no seu percurso errante e precisam de reencarnar mais umas 1000 vezes para atingirem o Nirvana.
O mundo precisa de sonhadores a viajar de tapete voador,  bem como de gente com os pés bem assentes na terra.
 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub