Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contos e Descontos

Autora esporádica de contos e descontos escritos a tempo inteiro

Autora esporádica de contos e descontos escritos a tempo inteiro

Contos e Descontos

30
Jan20

Freek-chique

Rita Pirolita
O que quero eu dizer com isto?

 

Gosto do espirito I don't give a shit dos freeks mas como não sou fundamentalista não sigo tudo à risca, é como ser vegan e uma vez por ano comer um pedaço de presunto, não tem espinha, é seco que nem um carapau, o suficiente para não haver sangue no prato, o sal é tanto que disfarça o sabor a barrasco e deve-se comer fino, que disfarça a textura esponjosa e nojenta da comum das carnes.

 

Vamos lá falar dos freeks, que eu não vim aqui para dar lições de culinária gourmet mediterrânica, como lhe chamam agora. 

Podemos no entanto dizer que tenho uma alma livre gourmet e chique. Passo a explicar. 

O comum dos pertencentes a este grupo apresenta sinais de alguma tendência de direita ou monárquica, tem casa na costa Alentejana ou nas belas vinhas de Trás-os-Montes, tem uma carrinha vintage da VW que custou os olhos da cara e a mim me custaria o cu também, porque tinha que o pôr a render, às vezes têm um dreadlock a despontar da cabeleira mas nada de exagerado, para não se confundir com um rastafari, usa roupa cara, mais uma vez para não se confundir com gente pobre e mal lavada, tem cães de marca que custaram um balúrdio e passam a vida no veterinário. Por último e nisto são todos iguais, fumam muita ganza, ora é aqui que eu me destaco e na riqueza também, confesso. Sou uma freek-chique pelintra!...  

 

Não sou de direita nem de esquerda, a não ser que isso me garanta uma casa na praia, não fumo, nem muito nem pouco, gosto de rafeiros e com muita adrenalina estou sempre a desafiar a liberdade que este mundo me deixa ter. 
02
Jan20

Loucos, artistas nem tanto...

Rita Pirolita
 
Porque  se acham os artistas tão especiais e donos da loucura?...
Sempre me dediquei ao desenho e pintura, já fiz algumas exposições mas daí a considerar-me artista?….
Se não houver quem receba a nossa mensagem é como viver sozinho na ilha. 
Quando crio um quadro, olho para ele e pergunto a mim própria se o poria na minha sala? 
Mostra algum respeito pelas visitas lá de casa. Não se deve esconder a falta de jeito atrás de quadros abstractos.  
Quanto à loucura dos artistas...
Antigamente os artistas não eram loucos, ficavam loucos, mal ganhavam para comer e isso dá cabo da moleirinha a qualquer um.
Hoje em dia os artistas já ganham para comer mas devem andar todos a fazer dietas loucas, viram vedetas alucinadas. 
Não são fenomenais os que se dizem loucos, que ganham prémios, escrevem ou pintam a loucura, que é um estado intransmissível. Os ídolos são aquilo que fazemos deles.
Os loucos não sabem mas estão em constante epifania aleatória
Os loucos não sabem morrer.
O verdadeiro artista é aquele que em qualquer momento da sua vida esteve muito à frente do seu tempo e foi incompreendido.
Ninguém morria se os artistas não existissem mas não era a mesma coisa. 
Os que não fazem faltinha nenhuma, são os intrujas, trafulhas e mentirosos que conseguem vender uma tela em branco por um balúrdio. 
Na loja do chinês são muito mais baratos.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub