Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contos e Descontos

Autora esporádica de contos e descontos escritos a tempo inteiro

Autora esporádica de contos e descontos escritos a tempo inteiro

Contos e Descontos

19
Jul20

Sem título não é título

Rita Pirolita
Porque fazem os artistas questão de pelo menos ter uma obra sem título, às vezes quase todas?

Edite um escritor um livro sem nome, de folhas em branco e lance uma nova agenda sem tempo, semanas ou meses, memos ou contactos de telefone para arrumar no devido sítio, por ordenzinha alfabética, andará tudo a dançar ao Deus dará, dentro de folhas feitas de lixo reciclado, cor moca desmaiada, sem marcas de orientação, que a vida já está tão pautada e desorganizada que uma agenda não salva a arrumação dos momentos, reuniões ou encontros marcados com tanta antecedência, que fazem cair a avidez do momento, em chegado se esquece, desmarca ou destrói.

Para que fazem então questão os artistas de arte não escrita, em não pôr nomes nas suas criaçõezinhas, para não coisificar? 

A plebe que admira ou se faz entendida e engole a borrada ou até gostava de saber o que sentiu o famosinho ao fazer aquilo que fez. 

Será que os autores da cagada pensam que a obra é tão boa que fala por si ou a imaginação é tão árida que nem eles sabem o que chamar à desideia? 

Pois não, senhores artistas pomposos a maioria das obras a que não põem título parecem arlequins tresloucados, não transmitem nada a não ser vazio de ideias e intenções, não mostram atitude nem criam reacção!

É preciso ser muito bom para fazer uma obra de arte falar e viver por si fora do regaço do criador! 

Dediquem-se ao giz e não se deixem encantar por pozinhos de perlim-pim-pim!
02
Jan20

Loucos, artistas nem tanto...

Rita Pirolita
 
Porque  se acham os artistas tão especiais e donos da loucura?...
Sempre me dediquei ao desenho e pintura, já fiz algumas exposições mas daí a considerar-me artista?….
Se não houver quem receba a nossa mensagem é como viver sozinho na ilha. 
Quando crio um quadro, olho para ele e pergunto a mim própria se o poria na minha sala? 
Mostra algum respeito pelas visitas lá de casa. Não se deve esconder a falta de jeito atrás de quadros abstractos.  
Quanto à loucura dos artistas...
Antigamente os artistas não eram loucos, ficavam loucos, mal ganhavam para comer e isso dá cabo da moleirinha a qualquer um.
Hoje em dia os artistas já ganham para comer mas devem andar todos a fazer dietas loucas, viram vedetas alucinadas. 
Não são fenomenais os que se dizem loucos, que ganham prémios, escrevem ou pintam a loucura, que é um estado intransmissível. Os ídolos são aquilo que fazemos deles.
Os loucos não sabem mas estão em constante epifania aleatória
Os loucos não sabem morrer.
O verdadeiro artista é aquele que em qualquer momento da sua vida esteve muito à frente do seu tempo e foi incompreendido.
Ninguém morria se os artistas não existissem mas não era a mesma coisa. 
Os que não fazem faltinha nenhuma, são os intrujas, trafulhas e mentirosos que conseguem vender uma tela em branco por um balúrdio. 
Na loja do chinês são muito mais baratos.
22
Set19

Eu sou...sei lá

Rita Pirolita
 
Quem leia os meus textos pode pensar que sou louca, que me estou a marimbar para tudo, que não levo ninguém a sério nem a mim própria, que me rio de toda a gente mas nem toda a gente se ri de mim.
 
Eu sou tudo isto num comportamento bipolar de riso, choro, depressão e euforia.
 
O que querem? Nasci para ser rapaz, saiu miúda, para me portar bem espontaneamente sem exemplos de boa educação, para não ser artista que isso não dá dinheiro, para tirar um curso e ter filhos de alguém da classe média alta.
Nada disto até agora, nem à vista.
 
Outros ainda podem pensar que destilo ódio numa escrita com raiva e sofreguidão ou que sou acutilante com poucas ilusões mas muitos sonhos. Que sou poeta da banha da cobra ou prosista das causas pequenas e pequeníssimas.

Também posso ser tudo isto mas de certeza sou aquilo que escrevo e muito mais, com muita pressa de aprender e menos de envelhecer.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub