Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contos e Descontos

Autora esporádica de contos e descontos escritos a tempo inteiro

Autora esporádica de contos e descontos escritos a tempo inteiro

Contos e Descontos

07
Ago20

Mães orgulhosas

Rita Pirolita
 
Mães orgulhosas que passam a vida a achar graça a cada esgar dos rebentos! 
Os partos são uma bodeguice de gordura, sangue e peles, se fôr parto natural as mães andam de perna aberta nos próximos tempos, a presença do bebé nos faz acreditar que não têm a tal profissão mais velha do mundo!
Muitas criancinhas nascem cobertas com uma penugem escura, thank God mais tarde acaba por cair...mas deixa tantas dúvidas, não seremos primos mais próximos que afastados dos macaquinhos que quando nascem até são tanto ou mais fofinhos que alguns bebés? Sorry mães babadas!
Anda tudo nas nuvens com mamas doridas e cheias de leite, mamilos inflamados cheios de crostas e cheiro a bolsado. Sexo?...Nem pensar e o encanto da maternidade vai-se por água abaixo. 
Depois crescem, ficam até aos 30 ou 40 em casa à procura do primeiro emprego em frente ao computador que os pais pagaram, bem como o fato da Hugo Boss para causar boa impressão nas entrevistas que custou os olhos da cara, também vai ser o único que vão ter na vida toda e se for de boa qualidade e não engordarem, dura até ao funeral.
Outros desandam para o estrangeiro e são a angústia dos pais que pagaram um curso superior para o filho andar a lavar pratos.
Por esta altura se foi todo o encanto e orgulho de ter filhos e tudo cai por terra quando abandonam os pais em lares. 
o tenho filhos, sou solitária por escolha e nunca serei abandonada.
22
Jul20

A culpa do luto

Rita Pirolita
Como se faz um luto? Só quando se chega lá se sabe. 
Todos podem querer ajudar mas é melhor que se apercebam da incapacidade e impossibilidade para o fazer, porque o luto é pessoal e intransmissível, não para gáudio de quem o sofre sem orgulho nem afronta de firmeza!
O luto de quem morre novo, em sofrimento, de repente, esperado, desesperado, velho mas boa pessoa, irmão, melhor amigo, quem nos cria...
Sem pedir ajuda, ninguém se ofereceu por terem visto força maior para aceitar, assim se acharam diminuídos! 
A quem culpar? Alguém ou ninguém? 
Quem subtrai a própria vida não fica para acusar ou até dizer que fez da culpa dos outros a sua dor e por isso se libertou desse peso?!
Um luto forte e chocante agarra-se para sempre todos os dias na recordação e ajuda a preparar e atenuar a angústia dos vindouros! 
Era só isto, fiquem bem e que só os maus se suicidem ou nem vivos cheguem a este mundo! 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub