Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contos e Descontos

Autora esporádica de contos e descontos escritos a tempo inteiro

Autora esporádica de contos e descontos escritos a tempo inteiro

Contos e Descontos

09
Ago20

Séries

Rita Pirolita

As séries são novelas suportáveis mas já enjoam as histórias de advogados e médicos que se comem todos uns aos outros na sala de arrumos.
Ninguém repete uma única blusa, vestido ou fato, se tivessem tanta roupa na vida real tinham que alugar guarda-fatos na Lua por falta de espaço aqui, a não ser que estivessem todos presos e ai andavam com a mesma farpela até ao fim da série.
Filmes de zombies, tanta gente com mau aspecto, vampiros bonzões, Lost em ilhas, ninguém se perde numa ilha o mais que pode acontecer é andar às voltas o dia todo.
A melhor série que fizeram até hoje, duvido que façam uma tão boa nos próximos 100 anos, foi o Breaking Bad e no seguimento o Better Call Saul mas como tudo o que é bom tem um fim...os autores parece que queimaram o fusível numa espiral de alucinação criativa...ou consumiram cristal a mais!
Ando a chuchar no dedo faz algum tempo, à espera de alguma coisa que me surpreenda.
04
Dez19

Papel de parede

Rita Pirolita

Todos sabem a beleza ou dor de cabeça em que um papel de parede se pode ou podia transformar, na altura que mais esteve em voga.
Nos anos 60 os padrões eram de uma alucinação de LSD e mezcal, cores explosivas, desenhos cheios de movimento e corpo, malmequeres, girassóis, flamingos, cornucópias, selvas de folhagem vibrante, bolas, espirais e estrelas que trocavam os olhos em sobreposições e jogos de traço.
Papéis espessos, com relevo, pesados de cola, mal postos, tiras desencontradas ou descaídas, remendos, manchados de humidade ou comidos do sol, a descolar,  a forrar armários, cabeceiras de camas ou mesmo casas-de-banho...
Tudo tão saturado e piroso que cada vez que entravamos em algum sítio com estes padrões ficávamos sem ar, oprimidos, sentíamos que a qualquer momento podíamos ser engolidos pelo compartimento e desaparecer por um ralo de alcatifa farfalhuda e cheia de pó e cabelos!
Uma coisa ficamos a saber, estes adereços de parede, eram tão difíceis de tirar que mais valia sobrepor tímidas e deslavadas flores com camadas de animais, depois mudar para desordenadas ramagens ou geometria desacertada, conforme as tendências que a Vogue ditava! 
Na altura que saiu de moda, era ver-nos a descascar paredes sufocadas de tanto enfeite, com o que tivéssemos mais à mão, desde facas, espátulas, colheres, tesouras, martelos, escopro... 
Os papeis evoluíram muito, ele há-os laváveis, personalizados, assinados por criadores de moda...
Os de boa qualidade e padrões de bom gosto, continuam a ser caros, a aplicação continua a requerer algum tempo, calma e um pouco de jeito, se houver experiência anterior, tanto melhor!
Apesar da moda ter voltado, já é difícil terminarmos a tarefa de aplicação, enrolados num colete de forças de papel ou com cola viscosa no cabelo, olhos e roupa.
Agora as aplicações reduzem-se a uma só parede e a cola é mais fácil de colocar e também tirar quando nos aprouver! 
Os padrões vão buscar muita da inspiração de há anos, com um toque refinado de palácios de paredes forradas a seda!
Dourados e pretos misturam-se em gosto refinado, clássicas flores de lis, turquesas mar relaxam, vermelhos agitam e laranjas vibrantes acolhem, cores puras com relevos que são um autêntico baile para os olhos e sinfonia para os sentidos!
Pensavam que além de papel de parede ia falar de quê?...De carpetes peladas ou peludas...e do Natal? Também podia mas sou alérgica!

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub