Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Contos e Descontos

Autora esporádica de contos e descontos escritos a tempo inteiro

Autora esporádica de contos e descontos escritos a tempo inteiro

Contos e Descontos

05
Set20

Lesma do mar vai a Fátima

Rita Pirolita
O ano da visita do Papa a Portugal, para a celebração dos 100 anos das visões da santa em cima da oliveira coincidiu com a moda dos vestidos, calças, blusas, calções, tudo com folhos mas estes eram diferentes dos típicos, apareciam normalmente na vertical das peças, nas costas de um vestido qual dragão, ao longo da perna da calça, nos ombros... 
Estes folhos despontam de toda e qualquer peça de roupa, acredito que também nas cuecas, já que os biquinis  apresentam esta deformação orgânica. 
Não me desagrada de todo, confere um ar fofinho a quem usa, desde que não abuse. 
Eu chamo-lhe feitios orgânicos porque tal como a arquitectura de Gaudí, nesse ano a moda manifestou-se em formas que aparentavam ter vida própria, folhos que ondulavam com o movimento do corpo e flutuavam ao vento. 
Por esta razão não deixei de fazer um paralelismo inevitável com estes trapinhos ondulantes, digam lá se não parecemos umas lesmas do mar??? Isto sem desprimor nenhum para o bicho giro e viscoso que se desloca em harmonia total com o vai e vem da água dos oceanos e que por sinal apresenta cores lindas bem na moda, que podem ir desde nudes a um amarelo canário deslavadinho ou um verde lixíviado.
E agora deixo aqui a minha sugestão de bom gosto e muito fashion, se forem a Fátima pagar alguma promessa levem uma peça de roupa deste tipo, se em vez de joelhos rastejarem, vejam o efeito lindo que faz, tirem fotos e divulguem, se possível com o crucifixo gigante da Joana Vasconcelos como pano de fundo.
Sugiro títulos para os videos que se vão tornar virais de certeza: "Milagre! Lesmas do mar sobrevivem fora de água" ou "Pague promessas em grande estilo".
Estas foram as sugestões de uma pobre rapariga que nem liga a modas, que não acredita em Fátima e que nunca viu uma lesma do mar ao vivo, pero que las hay, las hay.
01
Fev20

A longevidade dos velhos

Rita Pirolita
A longevidade dos massacrados impressiona-me mas faz sentido, se resistiram ao sofrimento a ponto de sobreviverem é porque estavam destinados a ser mais fortes ou aí se tornaram mais resistentes para chegar muitas vezes perto ou mesmo ultrapassar os 100 anos. Como sobrevivem as mães de filhos mortos em atentados? Não deitam por todos os poros que têm no corpo, uma raiva e revolta que cala os gritos por impotência de contrariar a maré e trazer de volta os filhos mártires???
Pessoas com 90 anos, deixaram de fumar há 2 porque a reforma já não dava para o vício e vê-se que ainda estão ali para as curvas!...
Dizem que se não tivermos muitas flutuações na nossa vida, de local, de alimentação e talvez quem sabe de preocupações e com uma grande ajuda genética podemos viver para lá dos 100. 
Pessoas que rezam e têm muita , não têm rugas e parece que andam tanto tempo que até elas próprias pedem para ir embora porque acham que estão a roubar tempo de vida a outros e não é justo uns viverem até tão tarde e outros morrerem tão cedo.
Aqueles que se queixam de todas as doenças, nunca mais morrem e dão cabo da cabeça a quem os acompanha dia sim dia nãàs urgências do hospital. 
Os velhos velhacos por menos que durem parece que andam a atazanar meio mundo faz uma eternidade.
Já que Deus não existe para fazer justiça, gosto de acreditar que a bondade e o sorriso ajudam na longevidade e que os maus passam rápido por este mundo...mas na realidade os maus duram demais e os bons gozam sempre vida curta.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub