Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Contos e Descontos

Autora esporádica de contos e descontos escritos a tempo inteiro

Autora esporádica de contos e descontos escritos a tempo inteiro

Contos e Descontos

01
Jul19

Gostava de ter uma vida simples mas sai muito caro

Rita Pirolita

Cada um vive com a felicidade que conhece.
Os nossos pais cometeram erros crassos, como por exemplo ,só começar a gozar a vida depois da reforma.

Têm sorte se chegarem aos 65 anos e ainda mais sorte se lá chegarem sem se cagarem todos ao piscar um olho. 

Apercebem-se do erro que fizeram, é tarde demais para remediar, por vergonha fecham-se em copas e incutem o mesmo caminho errante aos filhos. 
Transformam-se em velhos amargos, querem dizer num dia tudo o que a época salazarenta abafou.
Fazem-nos sentir culpados e ignorantes por termos nascido 20 anos depois deles.

Verdade seja dita, não aproveitamos a liberdade de expressão, não sabemos falar e escrevemos ainda pior, passamos os dias a inventar desculpas incríveis para os atrasos ou ausências nos encontros. No tempo dos telefones fixos não tínhamos que puxar tanto pela imaginação, bastava não aparecer e tínhamos dias para inventar uma boa desculpa.

Todos protestamos, todos queremos mais, todos batemos com os burros na água. 
Respeitosos rezingões, agradeçam o facto de terem família, eu não tenho filhos e tive que emigrar! 

Pagas só por existires, se não pagares sobrevives na miséria:
Por inveja do bem estar dos outros, frustração e vingança dizem que temos que aprender errando, neste caso trata-se do erro de uma vida. 
Podiam dar uma grande ajuda se nos pusessem mais à frente na linha de partida, iríamos mais longe de certeza. 

O carácter não faz a diferença, o poder sim:
Que ninguém se queixe, já todos metemos cunhas e tentamos esquivar-nos a pagar um qualquer imposto só para poupar meia dúzia de patacos, os políticos fazem o mesmo, com a diferença que têm mais poder e mais dinheiro para distribuir pelos amigos. 

Os pobres querem ser ricos, os ricos sem eles seriam pobres:
Os pais precipitam o nosso percurso académico para o abismo dos cursos superiores, para colmatarem as suas frustrações de não terem dado nada na escola ou simplesmente por não lhes ter sido dada oportunidade e dinheiro suficientes, fazem-no também para provarem, quais novos ricos, que podem ascender a uma classe mais alta.

A liberdade física não existe, podes voar em pensamento mas ninguém vive de ideias:
Os de cima impedem a ascensão e escalada da classe abaixo, desta luta resultam filhos frustrados que não arranjam trabalho, a frustração é proporcional aos anos que passaram a queimar pestanas, os que apenas fizeram o secundário ou tiraram um curso profissional não sofrem tanto e vão com menos dificuldade para trás de uma caixa registadora de uma qualquer superfície comercial.

Tenho pena que os mais velhos e supostamente mais experientes, apenas nos deixem duas tristes certezas - morrer e pagar impostos!

Porra para a sabedoria, vem quando não precisamos dela!

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub