Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Contos e Descontos

Autora esporádica de contos e descontos escritos a tempo inteiro

Autora esporádica de contos e descontos escritos a tempo inteiro

Contos e Descontos

18
Fev20

A vida era...

Rita Pirolita

A vida estava amarrada de sangue mas desprendida de laços a antepassados de bruxos e visionários, síndromes da solidão, da honra e da morte inexplicável, por loucuras ou ajustes de contas...
Gostaria ela de calcorrear montes em saltinhos de cabrita, fê-lo na mesma entre prédios e brincadeiras do século passado, terreiros mal amanhados, muitos ciganos, retornados queimados do sol carregados de missangas, calções e mini-saias, gentes do norte e sul até aos pés do baixo alentejo, sim porque os algarvios sempre tiveram a sua terra, o seu país é um rectangulo deitado na base do rectangulo em pé, são eles os árabes do fogo de vista, da algaraviada sem sumo, da palavra dada por não dada, da cerveja e do tabaco, usados pelo sol, caras velhas de pesca, olhos de anzol...
Havia assim a nação cumprido o seu acto benevolente em aceitar quem para ela quisesse regressar, viver de recomeço ou nascer simplesmente para o desprezo de esquecidos, pouco notados no mundo, de uma pobreza suportável, é isso que somos, de pobreza calada ou novo riquismo espalhafatoso, não temos um meio termo de frugalidade ou humildade, bestinhas ou bestiaizinhos, uns bacorinhos super-domesticados de pena e vitimismo, de violência doméstica ou caçadeira no vizinho, nunca para lá de quatro paredes ou muros que para motins e revoluções já demos os cravos com pouco sangue para ter a ilusão de mudança, não nos importamos da vénia submissa ao senhor doutor dono do monte, gente de respeito que não respeitou ninguém na fazedura da riqueza, não temos memória, por isso não nos damos ao trabalho do orgulho, seremos sempre parcos em sonhos mas desmedidos em ambição.
Uns adoráveis e corados campónios de solas rotas agarrados a uma Coca-Cola!

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub